Política

Gipão lança pré-candidatura à prefeitura de Araguaína, e base de Dimas possui 04 pré candidatos

O vereador Aldair da Costa, popularmente conhecido como Gipão, (PR), lança na manhã desta terça-feira, 07, sua pré-candidatura como prefeito de Araguaína.

O lançamento ocorre neste momento no seu galpão localizado no setor Itapuã em Araguaína.

Colocando seu nome na disputa, sobe para quatro o número de pré-candidatos ligados a Dimas. Além de Gipão, são eles, Wagner Rodrigues, Marcus Marcelo e Elenil da Penha.

Gipão está no seu quinto mandato de vereador, e atualmente é presidente da câmara municipal de Araguaína. Ele é filiado ao PL partido liberal, antigo PR, que também tem como pré-candidato o vereador Marcus Marcelo, que inclusive já teve sinalização do presidente estadual do seu partido como candidato preferido.

QUEM É GIPÃO

Aldair da Costa Sousa (Gipão), formado em administração e com mais da metade do curso de Direito, está agora diante de outro grande desafio, se não o maior da carreira: concorrer ao cargo de prefeito da Capital Econômica do Tocantins.

O vereador, que esstá nos seu 5° mandato, acredita que reúne as qualidades necessárias para migrar do legislativo ao Poder Executivo, por levar na bagagem a experiência como presidente da Câmara Municipal em duas oportunidades, nos anos 2005/2006 e 2019/2020, além de ter sido líder do prefeito Ronaldo Dimas durante 4 anos, entre 2015 e 2018.

Gipão é do grupo de Dimas. Outro ponto favorável à sua pré-candidatura. Todo o desenvolvimento da cidade, ao longo desses últimos anos, tem participação direta do Poder Legislativo.

O líder da câmara tem forte identidade popular. Teve sua Carteira de Trabalho assinada pela primeira vez como auxiliar de serviços gerais, em 1989, foi caminhoneiro por 10 anos (período em que ganhou o apelido de Gipão), entre outras funções.

Com um histórico político de vencedor de desafios, de ter grupo sólido e de grande articulador, sem escândalo de corrupção, Gipão finaliza sua trajetória no legislativo municipal no final de 2020. A partir de então, um novo e diferente capítulo será escrito em sua jornada de vida pública.