Ação Parlamentar

Projeto da vereadora Zezé Cardoso que declara “ISCA” como utilidade pública em Araguaína é aprovado por unanimidade

Na última semana, de 13 a 16 de abril, a vereadora Zezé Cardoso deu prioridade à aprovação do projeto que Declara de utilidade pública o Instituto Social e Cultural Araguaia (ISCA).

O ISCA é uma organização que atua nas atividades de caráter ambiental, educacional, cultural, recreativo, desportivo, social e de promoção da cidadania, atendendo a todo público, sem discriminação de raça, cor, religião ou gênero.
O ISCA tem por objetivo organizar e mobilizar as famílias carentes em torno de políticas públicas e temas de seus interesses, abrangendo a promoção da cultura brasileira, a defesa e conservação do patrimônio histórico, artístico, étnico e social, ambiental, arquitetônico e arqueológico junto à comunidade, bem como criar, desenvolver e promover espetáculos de artes cênicas, música erudita e popular, exposições, mostras, turnês artísticas e outros eventos de caráter cultural.

O instituto colabora, de maneira direta e indireta, para a geração de recursos que possibilitam o cumprimento das finalidades da Fundação Cultural do Tocantins – FUNCULT. Contribui ainda para o desenvolvimento de políticas públicas para a cultura. Ademais, fomenta a cooperação voluntária e promove o turismo cultural.
“Na realidade, quando recebi a proposta do presidente do ISCA, o Sr. George Henrique, de imediato me interessei pela matéria, pois é algo que trata de projetos sociais e que potencializa ajuda às comunidades carentes, dando suporte às mesmas, independente de raça, cor, religião, ou sexo. É uma oportunidade a mais que temos para ajudar nas políticas sociais”. – Ressaltou a vereadora.

O projeto foi aprovado por unanimidade e o parecer da Comissão de Redação e Justiça foi assinado pelos 16 vereadores presentes na sessão da última quinta-feira, 17.

Outra atividade não menos relevante foi a proposta do Gabinete Itinerante, onde os assessores da vereadora foram direcionados a assistirem as pessoas sem acesso à internet para realização do cadastro da Renda Básica Emergencial do Governo Federal, montando postos de atendimento no Povoado Água Amarela, no Águas Bar; no Setor Araguaína Sul, na casa do Senhor Amarildo Bispo e no Bairro de Fátima, para atendimento à comunidade próximas a esses setores e que não disponibilizavam de meios para realização do cadastro.
“Quando vimos que muita gente não tinha como cadastrar, por falta de smartphones, computador, ou mesmo internet, veio a ideia da equipe de ajudar a essas pessoas. Claro, fizemos todo o procedimento seguindo as normas de higienização contra a Covid-19. A equipe toda estava usando máscara e nas mesas tínhamos álcool gel para todos que chegassem lá para o cadastro”. – Informou Zezé Cardoso.

De acordo com a vereadora, um bom número de pessoas foi beneficiada com essa atividade e segundo a mesma, a equipe ainda continua dando suporte para todos que os procuram, seja pessoalmente, ou por telefone.
“Nessa pandemia, o importante é ajudar, se colocar mais no lugar do outro e buscar entender as necessidades do próximo. Isso é o que sempre falo com a minha equipe e deixo claro que a prioridade é o bem da população.” – Finalizou a vereadora.