Polícia

Homem é suspeito de matar e arrancar partes do corpo de vizinho após ele agredir cachorro com facão

Policiais civis realizaram buscas nesta quarta-feira (20) nas casas de dois homens suspeitos de participar de um assassinato bárbaro em Nova Rosalândia, na região central do Tocantins. Eles teriam matado e arrancado partes do corpo de um homem de 27 anos no último dia 14 de abril. A investigação aponta que o crime foi motivado por vingança. A vítima teria agredido o cachorro do vizinho com um facão.

A situação ocorreu quando o animal tentou atacar o homem de 27 anos. O vizinho, revoltado pelos ferimentos sofridos pelo cachorro, decidiu montar uma emboscada. Segundo a polícia, ele foi até a casa do homem acompanhado por um amigo e deu um tiro no peito da vítima. Depois, fez cortes e arrancou pedaços do tórax para supostamente retirar os fragmentos da munição. A arma era de chumbinho.

O delegado Bruno Baeza, que cuida do caso, apura se a retirada das partes do corpo foi uma tentativa de eliminar provas. As casas onde as buscas foram realizadas ficam no Projeto de Assentamento Padre Josimo I.

Uma arma de fogo de fabricação caseira foi apreendida durante as buscas e o dono foi preso por porte ilegal. Ele foi levado para a Casa de Prisão Provisória de Paraíso do Tocantins. Ele tem 28 anos de idade. O segundo suspeito prestou depoimento também em Paraíso durante a manhã e foi liberado para responder em liberdade.

Se forem condenados, as penas dos suspeitos podem chegar a 30 anos de prisão.

G1 Tocantins