Geral

Incêndio atinge depósito de associação de catadores e destrói 15 toneladas de materiais recicláveis

Um incêndio atingiu a sede da associação dos catadores de Gurupi, na região sul do estado. O fogo destruiu 15 toneladas de resíduos recicláveis, além de atingir tendas e máquinas utilizadas para prensar os materiais. A suspeita é de que as chamas tenham começado na vegetação próxima e atingido o depósito. Ninguém se feriu.

O caso foi registrado no início da tarde deste domingo (20), no setor Vila Nova. A associação teve um prejuízo de pelo menos R$ 8 mil. Os bombeiros informaram que ao serem chamados verificaram que o fogo estava atingido a cooperativa.

O responsável pelo local foi chamado para abrir o portão e só depois os militares conseguiram iniciar o combate às chamas. Os bombeiros controlaram o incêndio e verificaram que todos os maquinários de reciclagem da cooperativa foram atingidos pelo fogo.

Ainda segundo os Bombeiros, estava ventando muito na região e as chamas acabaram sendo espalhadas para uma fazenda vizinha. Um novo combate começou e os militares conseguiram impedir que o fogo atingisse maquinários, pastagem e os animais do local.

Durante o combate foi necessário reabastecer o caminhão de água no hidrante mais próximo. Os bombeiros também contaram com o apoio prefeitura, que disponibilizou dois caminhões-pipa e homens para reforçar o combate. As equipes conseguiram extinguir o incêndio e depois fizeram o rescaldo para evitar novos focos.

Incêndios
O Tocantins vem registrando um grande aumento no número de focos de incêndio nas últimas semanas. De acordo com dados do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE), a quantidade de queimadas registradas entre 1º e 19 de setembro é 216% maior do que o contabilizado no mês de agosto, no Tocantins.

O levantamento realizado pelo órgão apontou que nos 19 primeiros dias de setembro o estado teve 3.418 focos de calor. No mesmo período do mês anterior, foram 1.081.

Desde janeiro, o Tocantins contabilizou ao todo 8.611 focos e é o quinto estado em quantidade de incêndios. Estão nos primeiros lugares do ranking: Mato Grosso (37.138); Pará (23.550); Amazonas (14.348) e Maranhão (8.761).

 

INFORMAÇÕES G1 TO