Geral

Atendimento na UPA de Gurupi é suspenso após 14 médicos pedirem demissão

A única Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de Gurupi, na região sul do estado, teve o atendimento suspenso após todos os médicos contratados para atender na unidade pedirem demissão. Com a saída de 14 profissionais, os pacientes que procuram a unidade nesta terça-feira (1º) são encaminhados para outros postos de saúde ou para o Hospital Regional de Gurupi.

Segundo os médicos que se afastaram, os pedidos de demissão foram feitos após a Prefeitura de Gurupi deixar de cumprir um acordo salarial que entraria em vigor ainda no mês de setembro.

Após os afastamentos, somente sete médicos concursados continuam na UPA. A quantidade não é suficiente para atender a demanda, já que a unidade realiza cerca de 200 atendimentos por dia.

Sem a maioria dos profissionais, só é possível realizar procedimentos simples, como testes rápido e exames de raio-x. Os moradores da cidade temem encontrar unidades superlotadas quando precisarem de atendimento médico.

Em nota, a Prefeitura de Gurupi informou que a Secretaria Municipal de Saúde está providenciando a contratação de novos médicos e que a situação será regularizada o mais breve possível. Nenhuma data foi informada.